Inserindo a Educação Socioemocional em casa

A Educação Socioemocional é um dos pilares do desenvolvimento infantil, portanto, é de grande benefício que ela seja trabalhada em casa.

Assim como a aprendizagem dos conteúdos regulares na escola é importante para a criança, desenvolver suas habilidades para que saibam lidar com as suas emoções é fundamental nesse processo.

Por muito tempo, certos conhecimentos, como linguísticos e matemáticos, foram considerados os mais importantes. Hoje, compreendemos como pilares da sociedade qualidades como: resiliência, altruísmo, autoconfiança, empatia, entre outras, que fazem parte de uma Educação Socioemocional.

Através da Educação Socioemocional a criança aprende a lidar com os seus próprios sentimentos e os dos outros, podendo assim, compreender as suas emoções.

O processo de Educação Socioemocional também consiste em dar enfoque nos modos como a criança se relaciona com outras crianças e com adultos, que vão de familiares e professores.

Trabalhar a Educação Socioemocional da criança tem o objetivo de ensiná-la a entender seus sentimentos e reconhecer os sentimentos dos outros.

Ter esse tipo de compreensão vai permitir que a criança desenvolva sua autoestima, a confiança em si mesma e em outras pessoas, além de outras qualidades como respeito, paciência, adaptabilidade, consciência social e responsabilidade.

Ao inserir a Educação Socioemocional no ambiente familiar, o desenvolvimento emocional, social e cognitivo da criança são amplificados e, ao longo do tempo, a deixam consciente de suas ações e de como as mesmas afetam o ambiente no qual ela está inserida.

Como inserir práticas de Educação Socioemocional em casa?

1) Brincando

Crianças jogando Xadrez. Foto por Michal Vrba no Unsplash.

Atividades como jogos interativos ajudam as crianças na compreensão de regras que são essenciais no desenvolvimento de capacidade para resolver problemas e ter autocontrole.

2) Interagindo

Crianças ajudando a mãe nos afazeres de casa. Foto: Raw Pixel.

Interagir com pessoas próximas em situações compartilhadas com afazeres de casa, compras, refeições em família, passeios e etc, abre a oportunidade para diálogos que contribuem para uma relação de confiança e fortalecimento da empatia.

3) Elogiando

Mãe elogiando o filho. Foto por Bruno Nascimento no Unsplash.

Além de ser uma fonte de incentivo, elogios frequentes criam uma possibilidade de autorreflexão para as crianças, pois influencia diretamente na forma como ela vê a si mesma.

Esse tipo de prática de Educação Socioemocional estimulam as habilidades da criança enquanto elas se divertem.

A Educação Socioemocional em casa é um alicerce fundamental para o desenvolvimento infantil.

_

O Colégio Progressão tem uma proposta pedagógica moldada em padrões internacionais para o melhor desenvolvimento de seus alunos desde a base. Turmas a partir do 6º ano. Saiba mais em: https://colegio.cursoprogressao.com.br/ ou 0800 029 4487.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *