Método de estudos: melhore o seu aprendizado

Somente a prática de um método de estudos bem organizados é capaz de fazer a matéria estudada fixar na mente.

Não é simples estudar sozinho, porém por meio de mapas mentais, resumos e controle de tempo, você terá eficácia em seu desempenho rumo à aprovação nas provas.

Foto por Marten Bjork no Unsplash

Usando métodos de estudos fica mais rápido e objetivo aprender. Veja alguns que você poderá aplicar em sua rotina:

Método Robinson (EPL2R)

O método de estudos conhecido como Robinson consiste em seguir cinco passos fundamentais: explorar, perguntar, ler, rememorar e repassar.

Como?

Primeiro explore o material de estudo, lendo seus tópicos, sumários e títulos de forma superficial. Isso o fará ter dúvidas sobre a matéria, o que te levará ao segundo passo: perguntar.

Tendo as perguntas formuladas, o método de estudos Robinson te orienta a fazer a primeira leitura aprofundada, para que possas responder a questões que surgiram.

Somente após encontrar a resolução das questões às perguntas, a leitura completa finalmente acontece. É o momento em que o material é lido sem pensar em aplicações de seu conteúdo.

Por fim, esse método de estudos sugere que você repasse tudo o que aprendeu, em uma espécie de aula para si mesmo (ou na companhia de amigos), explicando os pontos importantes em voz alta.

Técnica Pomodoro

O método de estudos Pomodoro combina trabalho e relaxamento, defendendo que períodos de esforços devem ser recompensados com momentos de distração.

O idealizador da técnica Pomodoro foi o italiano Francesco Cirillo, que visava fazer do tempo um aliado para os estudantes.

Nos anos 80, quando ainda estava se graduando, Cirillo percebeu que o crescimento da sua produtividade estava ligado à mescla de minutos de trabalho com curtos períodos de descanso.

O convencional definido para esse método de estudos é o formato 25/5, que propõe cinco minutos de descanso a cada vinte e cinco minutos de estudos.

Mapa Mental

Esse método de estudos propõe o uso de diagramas para organizar as matérias, elegendo um tema central e, em seguida, conectando tópicos paralelos.

Criado nos anos 70 pelo escritor inglês Tony Buzan, o Mapa Mental é ideal para pessoas que têm a mente mais visual e sugere o uso de imagens e cores.

Esse tipo de técnica facilita a revisão do conteúdo mesmo após meses sem ser estudado.

Autoexplicação

Também conhecida como elaboração interrogativa, essa técnica se baseia em duvidar de tudo que lê, analisando sobre cada informação.

A partir das indagações os estudantes tentam explicar os conteúdos para si mesmos, grifando, rasurando, usando dicionários, escrevendo e até mesmo falando sozinhos.

A autoexplicação acontece quando o aluno duvida, responde e resume o conteúdo, fazendo uma leitura interativa, indo além de uma simples olhada no caderno ou nos livros.

O fichamento que esse método de estudos sugere é uma ferramenta útil para fugir da decoreba e absorver o conhecimento.

Teste prático

Esse método de estudos lembra o formato dos simulados, porém é preparado pelo próprio estudante com base em suas dúvidas individuais em cada matéria.

É sugerido o uso de bloco de questões sobre temas que deixaram dúvidas durante a leitura e a busca de várias fontes de conhecimento até obter uma resposta satisfatória.

Saiba mais 6 dicas de estudos fundamentais para a sua aprovação, clicando aqui!

_

O Colégio Progressão usa métodos de ensino moldados em padrões internacionais. Participe do Bolsão 2020 e garanta descontos de até 100%! CLIQUE AQUI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *